Edições

RADIO MAIS

2016

A RÁDIO MAIS nasceu em Luanda, em 2008, e rapidamente chegou a Benguela, Huambo e Huíla. Apesar da sua juventude, é uma das estações mais populares do panorama radiofónico nacional, suportada por um posicionamento distintivo.
É detida pelo grupo Media Nova, que também lançou no mercado os jornais O País e Semanário Económico, a revista Exame
e o canal TV Zimbo.

RADIO MAIS
valores da marca

A ética, o espírito de equipa, a celebração da diferença, a criatividade, a qualidade, a satisfação, a originalidade, o pluralismo e a independência são atributos que dão voz à RÁDIO MAIS, valores que personificam a capacidade da Marca se relacionar com as pessoas e fazer com que elas compreendam os seus propósitos, dando “frequência” à ideia de que “as Marcas são criadas na mente dos consumidores”.

A RÁDIO MAIS tornou-se progressivamente num caso ímpar de sucesso no panorama radiofónico nacional, presente nas três províncias mais populosas do País, líder destacada dos horários de maior audiência em Angola.

produtos e desenvolvimentos futuros

A RÁDIO MAIS pertence à Media Nova, o maior grupo angolano de comunicação social, que surge com o propósito de produzir e distribuir conteúdos de media para a sociedade angolana. O Grupo detém ainda a TV Zimbo, a primeira televisão privada, o jornal O País, o primeiro diário da Angola independente, e a revista Exame.

A Marca emite em quatro províncias – Luanda, onde tem a sua origem; ; Benguela; Huambo e Huíla, respondendo, assim, à estratégia de expansão e consolidação dos produtos Media Nova.

Na RÁDIO MAIS, a inovação é resultado do processo global de desenvolvimento de uma ideia num produto ou uma nova forma de trabalhar que agrega valor ao negócio. A inovação engloba tudo, da concepção de uma ideia até à entrada no mercado de um novo produto ou um produto aprimorado (programas informativos, culturais, musicais, desportivos e de entretenimento), sempre agregada a iniciativas interactivas que a aproximam do seu público-alvo.

mercado

Em Angola, 28 de Fevereiro de 1936 é considerada a data da primeira emissão radiofónica, em Benguela, por Álvaro de Carvalho, num registo puramente amador. Por outro lado, alguns estudiosos apontam a década de 40 como o momento em que se inicia o jornalismo profissional na rádio, na província do Huambo.

O ano de 1992 marca o início de uma nova era no panorama radiofónico angolano, empolada pelas enormes alterações sociais e sobretudo políticas. Foi o ano em que Angola viu nascer rádios como a Luanda Antena Comercial (LAC), Rádio Cinco (Canal Desportivo) e a Rádio Luanda. Posteriormente, surgiram outras rádios, nomeadamente, a Rádio

a Escola, a Kairois, a UNIA, a Rádio Cazenga, a MFM, entre outras.

Quando a RÁDIO MAIS surgiu no mercado, este já estava devidamente apetrechado, com rádios a actuar em segmentos muito próximos e similares ao seu. Mais recentemente, quem sabe em virtude do contexto eleitoral, a capital angolana continua a registar o surgimento de novas estações radiofónicas.

COMUNICAÇÃO

Com actualização de informação hora a hora, a RÁDIO MAIS inicia a noite com programas de autor. O fim-de-semana é predominantemente musical, com desporto ao sábado à tarde. Nas madrugadas de sexta e sábado, a Rádio oferece a melhor música Tecnho e Afro do mercado.

A RÁDIO MAIS vem ocupar uma zona até agora vazia no panorama radiofónico do País, com público em todas as classes e faixas etárias. E é exactamente esta a matriz da Estação – diversidade e transversalidade na criação de conteúdos, para os segmentos com que comunica, com o máximo rigor e isenção na abordagem de temas e questões actuais e pertinentes. A Rádio procura um diálogo aberto, que dê voz aos empresários, empreendedores e pessoas singulares, bem como à nova Angola.

A base da comunicação da RÁDIO MAIS é a inovação, assente numa grelha de programação apelativa e virada para os seus anunciantes, conferindo à Marca um lugar destacado no seio dos ouvintes.

Visando uma maior interacção com o público, a Rádio dedica-se à criação de conteúdos como “Os Afilhados”, um programa musical que visa a promoção da música, cultura e identidade angolana e que procura também encontrar novos talentos na cena musical nacional.

A RÁDIO MAIS participa ainda em vários eventos, feiras, conferências e "workshops", assumindo-se como "media partner" em muitos deles. Festival Sons do Atlântico, Jazzing, participações na FIB e FILDA são exemplos e reflexos deste papel activo da “Radio da Nova Angola” nas questões que marcam o cotidiano socioeconómico angolano.

O site e a página de Facebook da Marca dão voz à Rádio no espaço digital, funcionando como instrumentos de comunicação que maximizam a relação e o tempo de resposta da RÁDIO MAIS.

vantagens competitivas

Conhecer o mercado e ser por ele reconhecido, é um dos grandes trunfos competitivos da RÁDIO MAIS. A Rádio oferece aos seus clientes inovação, diversidade e transversalidade, o que, associado ao facto de se tratar de um produto que retrata o dia-a-dia das sociedades, lhes garante informação de qualidade, que procura fazer chegar a Angola e ao mundo.

RADIO MAIS
sabia que?

• No início, a RÁDIO MAIS chegou a ter 21 horas de música por dia.

• Os canais provinciais da RÁDIO MAIS emitem12 horas de conteúdos de informação e entretenimento, produzidos localmente.

• O espaço de trânsito do programa Grande Informação, já chegou a receber 4 mil sms dos condutores, ao longo das suas quatro horas de emissão.

• Conversas com Vagar recebeu uma reclamação inesperada. Uma ouvinte confessou que o marido, que a acompanhava há 20 anos à missa das
9 horas, passou a ir sozinho à das 6h para não perder o programa que ele segue religiosamente.

contactos

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.